Menu fechado

Palestra “O Canal Auxiliar de Criciúma e seus Impactos nas Atividades de Engenharia e Arquitetura”

Palestra gratuita promovida pela ASCEA no dia 16/10/2015 as 19:00, no auditório da Inspetoria Regional do CREA-SC de Criciúma.

Palestrante: Prof. Dr. Eng. TADEU DE SOUZA OLIVEIRA – Possui graduação em Engenharia de Agrimensura pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (1987) e graduação em Engenharia Civil pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (1993). Mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2002) e Doutorado em Engenharia Civil pela UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina no programa de Cadastro Técnico Multifinalitário e Gestão Territorial com ênfase em recursos hídricos e controle de inundações. Atualmente é coordenador do curso de Engenharia Civil e professor das disciplinas de Mecânica Geral, Resistência dos Materiais, Introdução à Engenharia Civil e Topografia e Geodésia na Faculdade Sociesc-Florianópolis . Foi consultor para o projeto e implantação da UTEC – Universidade de Tecnologia e Ciência em Luanda- Angola. Foi coordenador de extensão da área tecnológica na Universidade do Extremo Sul Catarinense. Foi coordenador do Centro de Cartografia do Instituto de Pesquisas Ambientais e Tecnológicas (CEGEO/IPAT da Universidade do Extremo Sul Catarinense). Tem experiência na área de Engenharia Civil e de Engenharia de Agrimensura, com ênfase em Construção Civil, Saneamento Básico, Hidráulica, Hidrologia, Drenagem Urbana, Drenagem Superficial, controle de inundações, reabilitação de áreas degrada,Topografia, Cartografia e Geoprocessamento.

Público Alvo: Engenheiro, Arquitetos, Gestores Municipais e Acadêmicos de Engenharia e Arquitetura.

Conteúdo da Palestra: Inundações Urbanas em Criciúma; Sistemas de Drenagem (Macro e Micro Drenagem) da Bacia do Rio Criciúma; Hidrologia e Hidráulica aplicadas à drenagem urbana da Bacia do Rio Criciúma; Concepção do Canal Auxiliar ao Rio Criciúma; Impactos da implantação do Canal Auxiliar ao Rio Criciúma.

Fonte: ASCEA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *